Já sabemos que Madonna é a cantora mais bem sucedida de todos os tempos e uma das mulheres mais importantes e influentes da história.

Em recente publicação, a revista Time listou as mulheres mais importantes dos últimos 100 anos, e, claro, Madonna está na lista!

Na publicação, além da Rainha do Pop, temos nomes como J.K. Rowling, Angela Davis, Simone de Beauvoir, Oprah e Marilyn Monroe. Para conferir a lista completa, basta clicar aqui!

Em 1989, Madonna, a artista nascida Madonna Louise Ciccone, já era uma super estrela: ela girara na paisagem, vestindo uma camiseta rasgada e dois pulsos de pulseiras de borracha, assim como os Estados Unidos estavam despertando para o mundo. Crise da AIDS e, para os jovens, tornou-se um símbolo de determinação e auto-invenção. Ela desafiou nossas expectativas tantas vezes. Quantas surpresas ela poderia ter deixado nas mangas de renda?

A resposta bombástica veio na forma de um hino de carnalidade alegre, “Like a Prayer“, a faixa principal e faixa-título de seu quarto álbum de estúdio. No vídeo, Madonna – enviando uma mensagem maravilhosamente misturada de pureza e sedução em um deslize no estilo dos anos 50, uma cruz discreta brilhando em volta do pescoço – espalha seu evangelho de alegria e ardor erótico dentro dos limites sagrados de uma igreja do país. A estátua de um santo, presumivelmente Martin de Porres – ele é um homem negro trancado em sua própria gaiola, uma prisão não tão metafórica – ganha vida e a beija gentilmente na testa. Isso pode ser o começo de uma sedução mútua, mas ele a deixa. Ela pega uma adaga e envolve os dedos em volta da lâmina, embora os cortes resultantes não sejam do tipo normal: estigmas floridos nas palmas das mãos como duas moedas de um centavo.

A Pepsi havia usado “Like a Prayer” – acompanhado por imagens mais domésticas – em um comercial. Mas o vídeo lançou a música sob uma nova luz, e grupos religiosos ficaram furiosos. Pepsi cancelou seu contrato em resposta. No entanto, o ato supostamente blasfemo de criação de Madonna levou-a até o banco: “Like a Prayer” passou três semanas na primeira posição na Billboard Hot 100, e o álbum em que apareceu vendeu mais de 15 milhões de cópias . Ainda mais significativamente, essa música quase perfeita marcou Madonna como uma artista no longo prazo, cujo casamento de provocação e pop inspiraria as gerações futuras a moldar suas carreiras à sua imagem. Ela não podia ser subestimada ou circunscrita, principalmente por uma empresa multibilionária. Ela era uma garota material, sempre, mas apenas nos seus próprios termos. Stephanie Zacharek

Tradução RainhaMadonna