Madonna pode ser uma das mulheres mais famosas do mundo, mas às vezes ela também enfrenta a solidão. A cantora acaba de revelar que o seu novo álbum, ‘Madame X’, nasceu do fato de ela estar se sentindo “deprimida” e sozinha enquanto vivia em Lisboa no ano passado.

A cantora de 60 anos está se preparando para o lançamento de seu 14º álbum de estúdio em alguns meses e estreou o videoclipe de seu novo single, ‘Medellin’, ao lado de Maluma na quarta-feira. O novo álbum de Madonna foi uma surpresa para os fãs e parece que até a própria cantora não achava que isso fosse acontecer. Segundo o Daily Star, em entrevista a Trevor Nelson, da MTV, em um live stream, a cantora disse que voltou a fazer música em 2018, enquanto morava em Lisboa para apoiar a carreira no futebol de seu filho. “Eu não fui a Lisboa para fazer um álbum, essa era a última coisa em minha mente. “Eu fui para Lisboa porque meu filho quer ser jogador de futebol profissional e ele não teria o nível mais alto de treinamento nos Estados Unidos”.

Dizendo ser uma ‘mamãe do futebol’, Madonna continuou: “Então fui para Lisboa ser uma mamãe de futebol. Essa é a última coisa que você esperaria de uma garota controversa como eu. Eu achei que seria super divertido e aventureiro, mas então eu me encontrei apenas indo para a escola, pegando crianças e indo a partidas de futebol e fiquei um pouco deprimida”. Ela acrescentou: “Então eu pensei em fazer amigos e conhecer pessoas”.

Durante o evento transmitido ao vivo, a cantora revelou as origens da persona Madame X: Respondendo a uma pergunta dos fãs, Madonna disse:

“O que quero dizer com essa linha é ingênuo em termos de não se importar com o que as pessoas pensam. Eu sinto que quando eu comecei minha carreira, como artista, eu era ingênua. Houve uma coisa boa em ser ingênua porque você não pensa sobre o julgamento, você não pensa sobre o que as pessoas vão dizer, ou pensa sobre o que você está fazendo, e você é livre e puro em sua expressão”.

Ela continuou: “Eu queria poder voltar àquela época da minha vida quando eu estava começando em Nova York e não me importava com o que as pessoas pensavam e minha música realmente surgia sem ouvir todo o barulho ou recomendações ou sugestões, ou qualquer outra coisa. Esse também é o momento da minha vida, quando eu tinha 19 anos, quando me deram o nome de Madame X. Então a história toda vem em um círculo completo. Madame X está de volta às suas raízes, ok? Ela não se importa”.

Fonte: Revista Monet