Em uma nova declaração, Madonna disse que não escrevei “I Rise” apenas para celebrar a comunidade LGBTI+, mas sim, para todas as pessoas marginalizadas e oprimidas.

“Escrevi ‘I Rise’ como uma maneira de dar voz a todas as pessoas marginalizadas que acham que não têm a oportunidade de falar o que pensam”, disse Madonna. “Este ano é o 50º aniversário do “Pride” e espero que esta música incentive todos os indivíduos a serem quem são, a falarem e a amarem a si mesmos.”

Tematicamente “I Rise” é sobre se unir para combater a adversidade, a importância da força e sobreviver durante os tempos mais difíceis.

Madonna escreveu “I Rise” junto com Brittany Talia Hazzard e Jason Evigan. A música é produzida por Madonna e Jason Evigan.

Amanhã o “GLAAD” homenageará Madonna com o prestigiado” Advocate for Change Award” em Nova Iorque.

Esta faixa poderosa, que fecha seu álbum “Madame X“, mostra o discurso de controle de armas de Emma González. Ela é uma das sobreviventes do tiroteio em massa da “Stoneman Douglas High School” que aconteceu em 2018.

Agradecemos ao DrownedMadonna pela notícia!