A emissora pública israelense KAN, que produziu o “Eurovision Song Contest” em maio, entrou com uma ação em um tribunal de Tel Aviv na quinta-feira contra a Live Nation e a Live Nation Israel. O processo, relatado pela primeira vez pelo jornal israelense Yediot Aharonot, alega que os representantes de Madonna violaram os termos contratuais.

Uma porta-voz da KAN confirmou que o processo foi aberto, mas se recusou a comentar mais. De acordo com registros judiciais on-line, a KAN está processando a Live Nation por 1,375 milhão de Shekels (US $ 390.000). Uma data para uma audiência inicial no caso ainda não foi definida. A Live Nation Israel não respondeu a um pedido de entrevista ao site Yahoo.

Segundo os autos do processo, a KAN forneceu a Madonna apoio técnico e logístico que foi além da produção do “Eurovision”, custos que deveriam ser cobertos pela Live Nation. O suporte adicional incluiu projetores, fones de ouvido, assistentes de palco adicionais, tendas, segurança e outros funcionários extras. KAN alega que a Live Nation concordou em cobrir esses custos, mas nunca pagou, e tenta recuperar o dinheiro, já que a empresa fez um empréstimo para pagar os gastos adicionais da apresentação…